Marketing

O que é o Marketing 2.0 e quais são as características dessa era?

O marketing 2.0 é o nome dado à segunda fase do marketing, cujo principal objetivo é analisar as necessidades dos clientes. Para isso, dados são coletados e analisados visando o desenvolvimento de produtos e serviços que solucionem os problemas do público-alvo da marca.

Você já deve ter ouvido falar que “o cliente tem sempre razão”, não é mesmo? Essa é uma das principais premissas do marketing 2.0, que coloca o consumidor como foco das estratégias de mercado.

Também é uma evolução do marketing 1.0, que teve origem na era industrial, em que o foco era o produto. Nessa primeira fase, a produção em escala visava reduzir os custos e elevar a margem de lucros da companhia.

Com o passar do tempo, os consumidores passaram a ter mais acesso à informação, e passaram a pesquisar sobre preço e qualidade dos produtos e serviços que adquiriam, visando ainda um bom atendimento. É nessa era que o marketing 2.0 surgiu como um forte aliado para atrair e reter clientes.

Nesse cenário, o trabalho de Philip Kotler, o “pai do marketing”, ganha mais destaque, abrangendo os seus conceitos de segmentação de público-alvo e posicionamento de marca.

Para ajudar você a entender o que é o marketing 2.0 e quais são as características dessa era, preparamos este artigo. Nele, você vai encontrar:

  • O que é Marketing 2.0?
  • Como surgiu o Marketing 2.0?
  • Quais as principais características do Marketing 2.0?
  • Qual a importância do Marketing 2.0?

O que é Marketing 2.0?

Também conhecido como “A era dos consumidores”, o marketing 2.0 é o nome dado à segunda fase do marketing, cujo principal objetivo é analisar as necessidades dos clientes.

Diferentemente dos 4 Ps do marketing — Produto, Preço, Praça e Promoção — criado em 1960 pelo professor Jerome McCarthy e amplamente difundido por Philip Kotler, no marketing 2.0 a empresa passa a se ajustar às necessidades dos clientes, e não o contrário.

Assim, se uma pesquisa de mercado revela que os clientes desejam um determinado produto, a empresa interessada nesse nicho de mercado pode desenvolver uma linha para atender esses consumidores.

Com isso, é possível fidelizar o público, ao mesmo tempo em que a sustentabilidade da empresa é garantida.

Assim, fica fácil entender que o marketing 2.0 é a primeira fase em que o relacionamento com o consumidor é pautado no mesmo nível do produto, visto que é o cliente quem determina as operações. Ou seja, é o interesse dos consumidores que norteiam o negócio, e não o da empresa.

Nesse cenário, é no marketing 2.0 que os conceitos relacionamento um-para-um e diferenciação de produtos passaram a ser difundidos e popularizados.

Além disso, as principais formas de divulgação das soluções de determinada marca ainda são realizadas em mídias offline, como impressos (a exemplo de panfletos), jornais, revistas, televisão e rádio, além da distribuição de brindes, outdoor, feiras e eventos, além da mala direta.

Como surgiu o Marketing 2.0?

O marketing 2.0 surgiu devido à transformação digital, ou seja, na era da informação. Ele se deu porque as pessoas passaram a ter mais acesso à informação e, com isso, passaram a fazer comparação de preços, marcas, produtos e qualquer fator que as ajudasse a encontrar os produtos e serviços que melhor atendam às suas necessidades.

Dessa forma, o conceito de “o cliente é rei” foi criado e, com isso, todos os esforços foram direcionados para conquistá-lo, seja com a fabricação de um produto mais sofisticado, o melhor preço ou uma comunicação de marca diferenciada.

No marketing 2.0 é fundamental que as marcas segmentem melhor o seu público-alvo. Isso porque os produtos já não podem mais ser produzidos pensando em atender a uma grande massa sem levar em conta as necessidades dos clientes. A partir disso, passa-se a investir em qualidade para alcançar a satisfação de um público-alvo pré-definido.

Quais as principais características do Marketing 2.0?

Como principal característica, o marketing 2.0 tem o seu foco no consumidor. Isso se deu, como vimos, devido a uma mudança de comportamento dos clientes, que passaram a pesquisar mais sobre os itens que adquirem, o que só foi possível devido ao maior acesso à informação.

Portanto, no marketing 2.0 o cliente deixa de ter papel secundário para se tornar o eixo de atenção das marcas. Assim, essa nova fase do marketing trouxe uma atualização fundamental para o sucesso das ações de mercado, como a segmentação do público-alvo.

relacionamento com o cliente, ou Customer Relationship Management (CRM) — que pode ser entendido como Gestão de Relacionamento com o Cliente — tem como objetivo gerir a relação entre clientes e empresa, visando suprir as reivindicações desse público, que agora se apresenta muito melhor informado.

Qual a importância do Marketing 2.0?

O marketing 2.0 abre caminhos para o marketing 3.0, cujo objetivo é atender o cliente de forma mais personalizada, já que cada consumidor tem necessidades únicas.

Além disso, também abriu os caminhos do marketing 4.0, que pretende aliar todos os conceitos de marketing anteriores e ainda as estratégias de marketing digital e marketing offline para melhor atender aos clientes de uma marca.

Dessa forma, o legado do marketing 2.0 fica por conta de abrir caminhos para que as empresas comecem a valorizar as preferências dos consumidores, reconhecendo o poder de escolha deles.

Além disso, é nessa fase do marketing que as companhias começaram a personalizar a divulgação de seus produtos para um público mais segmentado.

Resumidamente, em termos de divulgação, as empresas passaram a investir em propagandas que fizessem com que o público-alvo se visse nelas.

Com isso, o marketing 2.0 passa a criar mecanismos e métodos capazes de estimular o consumidor em busca do seu produto ou serviço.

Assim, ao usar as estratégias de marketing com foco no consumidor, é possível gerar mais valor para as marcas, o que a diferencia da concorrência.

Fonte: RockContent

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.