Redes Sociais

Microinfluenciadores: por que apostar neles para fortalecer sua marca no digital?

Os Microinfluenciadores Digitais são aqueles que possuem entre 10 e 100 mil seguidores em suas redes sociais, um público fiel e engajado.

Segundo um estudo da Influencity, que trabalha com estudos a respeito dos influenciadores digitais na América Latina, existem atualmente 12 milhões* de influenciadores. Destes, mais de 168 milhões* estão no Instagram e grande maioria deles são do Brasil.

*Dados consultados em abril de 2022, os números podem sofrer alterações conforme a atualização dos estudos.

O que são microinfluenciadores digitais?

Os microinfluenciadores digitais são aqueles que possuem um perfil nas redes sociais com 10 a 100 mil seguidores ou inscritos em seus canais. Diferentes dos grandes influenciadores que acabam se tornando subcelebridades, os microinfluenciadores são pessoas comuns, que podem ou não trabalhar com outra coisa além das redes sociais.

Em geral, esses perfis possuem um alto índice de engajamento, pois atuam de forma próxima dos seguidores, fazendo com que a relação seja mais intimista. Assim, o relacionamento com seus inscritos é como uma amizade, o que faz com que consigam conquistar a credibilidade desse público.

Atualmente, existe até mesmo uma premiação destinada a essa categoria de profissionais da web, que avalia redes como Instagram e YouTube. O prêmio Microinfluenciadores Digitais, considera a quantidade de seguidores, a quantidade de posts e a qualidade das interações do público com o perfil, avaliando o peso de cada ação.

Diferenças entre os tipos de influenciadores (nano, micro, macro e mega)

Para diferenciar os tipos de influenciadores digitais, ao contrário do que as pessoas pensam, são considerados diversos fatores além da quantidade de seguidores. Alguns deles são: o alcance do perfil, a qualidade das interações e o engajamento do público.

Dessa forma, existem algumas classificações básicas para identificá-los:

  • Mega influenciadores: são considerados celebridades nas mídias, conhecidos além da internet, acabam participando de comerciais, filmes, novelas, desfiles e eventos em geral. Costumam ter mais de um milhão de seguidores, com um perfil de alto alcance, contudo, uma relação não tão próxima com cada seguidor (de forma individual).
  • Macro influenciadores: costumam somar entre 100 mil e um milhão de seguidores. Possuem uma conta de grande alcance, um conteúdo mais direcionado e uma interação mais próxima com seus seguidores. Consolidaram sua influência pela própria internet, através de blogs, vlogs e outros meios digitais.
  • Microinfluenciadores: contabilizam até 100 mil seguidores em suas redes sociais, e costumam ter um conteúdo mais direcionado para um nicho específico. Sua relação com os seguidores é mais próxima, proporcionando uma conta com um bom alcance e um alto engajamento, além de terem uma boa credibilidade com seu público.
  • Nanoinfluenciadores: são aqueles com até mil seguidores, que possuem um alcance médio, contudo, sua relação com os seguidores é bem próxima. Por terem uma relação mais intimista com o público, possuem um alto poder de persuasão e uma boa interação em suas redes.

A escolha do tipo de influenciador que a empresa irá apostar em sua estratégia, dependerá muito da sua persona, do tipo de campanha e do resultado que se espera alcançar.

Se, por exemplo, um pequeno negócio de nicho quer divulgar seu produto, não faz sentido investir alto em um mega influenciador que terá um alto alcance, contudo, seu público é muito variado.

Neste caso, é muito mais vantajoso para a empresa apostar em um micro ou nano influenciador, que possui um público-alvo mais segmentado, uma boa credibilidade no mercado e o investimento será menor.

Benefícios de trabalhar com microinfluenciadores

Como vimos, quanto mais seguidores um influenciador possui, maior será seu alcance, contudo, esse público será bastante variado. Dessa forma, se uma empresa quer atingir um público bem específico, faz mais sentido trabalhar com um microinfluenciador que atue nesse nicho e possua grande credibilidade com seus seguidores.

Dessa forma, ainda que o conteúdo chegue para um número menor de pessoas, a taxa de conversão tende a ser bem ser maior. Além disso, se um negócio local quer divulgar um espaço esportivo, por exemplo, o que faria mais sentido: contratar um mega influenciador ou um atleta local, conhecido por todos dos arredores?

A segunda opção faria muito mais sentido, pois ainda que o alcance da propaganda seja menor, ela é direcionada para o público que a empresa espera atingir, que são aqueles que estão próximos. Dependendo do nicho, de nada adianta um negócio local atingir pessoas em outras cidades ou estados, a menos que se trate de um produto que possa ser enviado para todo o país.

Por isso, investir nos microinfluenciadores é uma excelente estratégia para empresas que esperam atingir um determinado público de um nicho específico. Uma empresa de cosméticos naturais e veganos, por exemplo, terá um resultado muito melhor se contratar um microinfluenciador que trabalha nesse nicho, pois possivelmente seu público também adota o mesmo estilo de vida e pode ser um potencial cliente.

Confira a seguir, mais alguns benefícios:

  • Possuem autoridade no seu nicho: se um microinfluenciador tem um estilo de vida semelhante a do público que sua empresa espera alcançar, logo, o conteúdo produzido por ele será muito mais relevante do que de uma pessoa de fora desse círculo. Dessa forma, esse influenciador terá uma grande autoridade no nicho para falar sobre o assunto
  • Maior proximidade com o público: quanto maior o número de seguidores, mais parcerias variadas os influenciadores grandes têm. Com isso, o perfil acaba trabalhando com marcas de diferentes segmentos, o que pode acabar fazendo com que o público não se sinta tão próximo da pessoa e não crie uma identificação tão forte.
  • Maior engajamento e menor custo: devido à sua credibilidade e proximidade com o público, os microinfluenciadores costumam ter altas taxas de engajamento por parte dos seguidores.

Como saber se os defensores da sua marca podem se tornar microinfluenciadores?

Muitos defensores da marca atuam de forma orgânica, promovendo a empresa em suas redes sociais. Dessa forma, é possível apostar em uma estratégia de marketing de influência para aproveitar esse engajamento em favor do seu negócio.

Além disso, os defensores, por serem clientes e não estarem recebendo um cachê para falar da sua marca, possuem grande credibilidade do seu público. Por isso, é importante avaliar o engajamento dos seguidores desse defensor, com o marketing boca a boca que ele faz.

Se sua empresa já possui uma presença digital relevante, certamente alguns microinfluenciadores já promovem o seu negócio, mas podem ainda não ter sido notados por você. Por isso, sempre que alguém marcar a sua empresa em uma publicação, verifique o perfil desse defensor, para avaliar seu potencial de influência.

Além disso, procure interagir com as postagens, curtir, comentar e quem sabe até enviar produtos para que essa pessoa faça mais posts, e você possa avaliar mais precisamente seu potencial para ser um microinfluenciador do seu negócio.

Atualmente, grande parte das empresas que possuem uma presença online, apostam no marketing de influência. Isso porque é onde as pessoas estão, logo, sua marca também precisa estar.

Por isso, é fundamental contar com influenciadores trabalhando a seu favor, além de investir em comunidades online e um programa de defensores eficaz!

 

Fonte: Peepi 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.